Descubra como o protoboard funciona e atua na execução de projetos

Quando a questão é a montagem de circuitos elétricos, o Protoboard é um dos nomes mais mencionados. Ele é uma ferramenta indispensável para todas as pessoas do mundo da eletrônica.

Com ela, torna-se possível a montagem de um grande número de circuitos. Além disso, não há a necessidade de realizar a solda de seus elementos. Confira a seguir como funciona o Protoboard e sua atuação em projetos.

 O que é e pode ser feito com o protoboard?

Famoso no mundo da eletrônica, o Protoboard, que também é conhecido por Matriz de Contatos, é uma placa com várias conexões internas e furos. Ele é bastante manipulado em testes para componentes eletrônicos.

Com ele, pode ser feita a construção de circuitos para testes sem precisar de utilizar a solda. Por conta disso, seu uso é considerado fácil e seguro.

Se durante a montagem de algum circuito não há a certeza de seu funcionamento, o uso do protoboard é o mais indicado para realização de testes. Com o Protoboard, também é possível operar a intercomunicação em todos os circuitos integrados e sensores com os microcontroladores.

Como funciona o protoboard?

Para o Protoboard funcionar adequadamente, é preciso entender que ele depende de três componentes principais: Trilhas para energia, resistor e o LED. Antes de qualquer coisa, é preciso alimentar devidamente o Protoboard com alguma fonte de energia. Para que isso funcione, é preciso realizar a conexão de todos os terminais da bateria.

Depois é a hora de vincular o resistor. Um de seus terminais devem ser ligados em uma faixa de barramento positiva. A sua outra faixa deverá ser encaixada em uma faixa dos terminais.

Após o processo, o Protoboard deve ser testado através de seu LED. Se ele acender conforme o esperado, o circuito funcionou. Os três pontos que merecem atenção do Protoboard são:

Trilha de alimentação

Os pequenos buracos que ficam ao lado da linha vermelha são os que estão ligados entre si. Os da linha azul também funcionam do mesmo jeito. Cada uma das linhas formam apenas uma trilha, mas as de cima não se ligam com as de baixo. Todas as fileiras do Protoboard desempenham o papel de alimentar todas as suas partes.

Trilhas centrais

Os pontos que estão na verificam se ligam entre si, porém a separação dos pontos que existem no meio do Protoboard. Eles não se ligam, há uma separação entre eles. Todos os pequenos pontos que não fazem parte da trilha de alimentação são ligados no formato de colunas.

Bornas

As Bornas ou Bornes, estão presente em exemplos de Protoboard mais completos. Os Bornes funcionam como conectores que se ligam com uma fonte externa de energia. Com ele, é possível obter uma maior facilidade no ligamento do Protoboard.

Estruturação do protoboard

O Protoboard é feito em faixas de barramentos e faixas terminais. Confira a seguir como funciona essa estruturação.

Faixas Terminais

As faixas terminais são identificadas como conjuntos das faixas que se ligam no formato vertical. Elas são separadas por outras faixas vazadas. Cada uma das colunas consistem em cinco pequenos buracos que se conectam ao condutor.

Faixas de barramento

As faixas de barramento formam conjuntos que incluem duas faixas. Elas estão localizadas nas pontas do Protoboard. Cumprem o papel de distribuição de sinais e também da alimentação do circuito.

Como montar um protoboard?

Para a montagem do Protoboard é preciso entender como ele funciona e realizar a compra dos componentes necessários. Nesse caso, é preciso de:

●     Um Protoboard

●     Fios Jumpers

●     Um Led Vermelho

●     Uma fonte de alimentação de 5V

●     Um resistor 2200hm

●     Chave momentânea

O processo de montar consiste em colocar o LED com o positivo para o lado da conexão 5V. Na coluna negativa do LED, deverá ser ligado um terminal do resistor. Em seguida, o botão da coluna utilizada poderá ser ligado em outro resistor. Assim, o botão será acionado junto ao GND.

Com sua montagem completa, sempre que o botão LED for acionado, a luz deverá ligar. Quando desligado o botão, a luz apagará automaticamente.

Desse modo, o circuito estará devidamente montado no Protoboard. Mas cuidado, é importante sempre verificar todas as conexões durante o processo de montagem antes de qualquer energia entrar pelo circuito. Desta forma, curto-circuitos e avarias serão evitados.Aproveite e saiba mais sobre projetos arduino com nossa fornecedora Eletrogate

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × 1 =